Aproveite esta promoção, nova Torah 2014.

Imuno-hai

Home / Acervo / Nossos estudos / Mostrar items por tag: Halachá
A+ R A-
Mostrar items por tag: Halachá

Palestra sobre Halachá

Ter, 02 de Agosto de 2011 13:30
I - O Significado
A palavra "halachá" significa: "modo de caminhar"
II - Por que?
A necessidade de halachá pode ser melhor descrita de três maneiras:
1 - Esclarecer mitsvot que são mais vagas. Exemplos: guet e tefilin
2 - A governabilidade da Torá: Que preceitos têm precedência sobre outros?
Exemplo: b'rit milá x Shabat
3 - A mitsvá de estabelecer juízes e cortes (Dt. 16:18)
III - A História da Halachá Bíblica
1 - O início com Moshe Rabeinu: Ex. 18:13
2 - o apontamento do primeiro Beit Din Israelita (Ex. 18:13-26; Dt. 1:9-18)
Dúvidas importantes:
a) O protestantismo trouxe consigo a idéia de que cada homem é uma ilha que pode
interpretar as Escrituras da forma como deseja. Isso é verdade?
Respostas:
- Dt. 1:17
- 2 Tm. 2:15
b) Onde está escrito que o Beit Din tinha autoridade para fazer halachá?
Resposta:
- Ex. 18:20
- Dt. 17:11
3 - De início, a autoridade era limitada. Aos poucos, a medida em que o Beit Din
original foi ganhando maturidade, sua autoridade foi aumentando:
- De início: Ex. 18:22, Dt. 1:17
- Depois: Dt. 17:8-9
- Os 70 anciãos: Nm. 11:16-17,24-25;
Observação:
Como a Torá encara a rebeldia à halachá?
- Dt. 17:12
4 - A Torá previa que a halachá seria futuramente dada a um rei: Dt. 17:14-20
5 - O trono davídico passou a ser visto como o Trono de YHWH: 1 Cr. 29:23
A autoridade para fazer halachá ficou conhecida como "a chave de David" - vide
Is. 22:22-23.
6 - Com a ida ao cativeiro, a monarquia e o Beit Din desapareceram
7 - No retorno do cativeiro, Ezra (Esdras) reestabeleceu o Beit Din: Esdras 7:25
Este Beit Din fez uma série de decisões haláquicas e ficou conhecido como
"A Grande Assembléia"
8 - Com o passar do tempo, o Judaismo se fragmentou em várias seitas, sendo as
principais delas: p'rushim (fariseus), ts'dukim (saduceus) e issim (essênios)
9 - Com o tempo, os ts'dukim (saduceus) assumiriam controle da "Grande Assembléia",
10 - O Beit Din se esfacela: Os ts'dukim acusavam os p'rushim de fazerem acréscimos à Torá.
"O que eu agora explico é isto, que os P'rushim têm conduzido as pessoas a um grande número de
observâncias pela sucessão de seus pais, que não estão escritas na Torá de Moshe; e por esta razão
os Ts'dukim os rejeitam e dizem que nós devemos considerar apenas as observâncias que são
obrigatórias, as quais estão na Palavra escrita, mas não devemos observar as que se derivam da
tradição [takanot] de nossos pais." (Flavio Josefo - Antiguidades 13:10:6)
Os p'rushim acusavam os ts'dukim de terem se corrompido, e a "Grande Assembléia" de ter se
tornado um instrumento político de Roma
11 - Na época de Yeshua, havia 3 Sanhedrins (Beit Din máximo): o controlado pelos ts'dukim, que
era influenciado por Roma, o dos p'rushim, e o dos issim, que se isolou do restante de Israel.
12 - Somente um descendente de David poderia resgatar o trono de YHWH e estabelecer a
verdadeira halachá
13 - Yeshua tinha autoridade para fazer halachá: Mt. 28:18.
Compare Is. 22:22-23 com Guilyana (Apocalipse) 3:7-8
14 - Em Mt. 16:18-19, Yeshua dá a Kefa e aos nazarenos as chaves do Reino, e a autoridade
para fazer halachá. Isto é confirmado em Mt. 18:16-17 - compare com Dt. 19:15-18. Como
Mt. 18 cita Dt. 19, fica bem claro que os "sacerdotes e juízes que houver nesses dias" é uma
referência à kehilá nazarena.
15 - O termo "ligar e desligar" é um termo semita, que se refere à habilidade dos juízes de
interpretarem proibições (ligar) e permissões (desligar) da Torá. Exemplos no Talmud:
j.Ber. 5b; 6c; j.San. 28a; b.Ab. Zar. 37a; b.Ned. 62a; b.Yeb. 106a; b.Bets. 2b; 22a;
b.Ber. 35a; b.Hag. 3b
16 - Em Atos 15, vemos o estabelecimento do Beit Din Nazareno, como um organismo mundial
com
autoridade de halachá. Como eram escolhidos os membros do Beit Din? Inicialmente, foram
apontados por Yeshua (Mt. 10:2). Posteriormente, eram apontados pela própria comunidade
através da direção da Ruach HaKodesh (At. 13:1-3, e At. 7:3-6)
Importante: Vemos aqui que o Beit Din Local e At. 7 era submetido ao Sanhedrin Nazareno
(Beit Din Internacional)
17 - Pelo que vemos em Atos 15, o Sanhedrin Nazareno era composto por líderes nazarenos, e
presidido por Ya'akov HaTsadik (Tiago, o Justo), irmão de Yeshua
IV – Os Nazarenos e a Halachá Rabínica
Em um fragmento de um comentário nazareno do livro de Yeshayahu/Isaías (verso 8:14),
do 3 século, vemos que os nazarenos não seguiam a halachá rabínica. Vide comentário abaixo:
"Então ele vos será por santuário; mas servirá de pedra de tropeço, e rocha de escândalo,
às duas casas de Israel... Os nazarenos explicam estas duas casas como as duas casas de
Shamai e Hillel, das quais se originaram os escribas e os fariseus... [os fariseus] espalharam
e profanaram os preceitos da Torá através de tradições e da mishná. E estas duas casas não
aceitaram o Salvador..."
O mesmo comentário, acerca de Is. 8:20-21 diz:
"Os escribas e os fariseus vos dizem para ouví-los. Respondei-os assim:
'Não é estranho que vós sigais vossas tradições uma vez que cada tribo consulta os seus próprios
ídolos. Nós não devemos, portanto, consultar os seus [sábios] mortos acerca daqueles que vivem..."
Portanto, fica bem claro que os nazarenos antigos rejeitavam a autoridade haláquica do Judaismo
Parush, que deu origem ao Judaismo Ortodoxo de hoje em dia.
V - O Beit Din Nazareno
Na Peshitta Nasrani, da Igreja Nestoriana, foi preservada uma obra atribuída a Ya'akov HaTsadik
(Tiago o Justo) que fala um pouco acerca da função do Beit Din:
“A função deles [Sanhedrin Nazareno] é dar exemplo na observância da Torá, na verdade, na
retidão e na justiça, e no exercício da caridade e da humildade entre os homens; para mostrar como,
pelo controle do yetser hará e pela contrição do espírito, a fidelidade pode ser mantida na terra; e
como, pela ativa realização da justiça e passiva submissão às provas de punição, a violação da Torá
pode ser eliminada; e como alguém pode andar como todos os homens na qualidade da justiça e
com conduta apropriada em toda ocasião.” Sefer B'nei Or 21:3
“Somente o Beit Knesset, ou aqueles a quem eles apontarem, terão autoridade em todas as questões
judiciais e de provisões, e pelo voto deles os membros das diversas lideranças da comunidade serão
determinados.” Sefer B'nei Or 23:9
VI – Ya'akov HaTsadik e a Importância da Halachá
Ya'akov também diz, acerca da halachá:
“Todo aquele que deseja se juntar à kehilá deve se comprometer a respeitar a Elohim e ao homem;a
viver conforme a halachá da kehilá;” Sefer B'nei Or 1:1-2
“A Torá e a halachá devem ser únicas para todos os membros da comunidade.” Sefer B'nei Or
21:16
VII – Resumo
Como funciona, na prática, a estrutura dos nazarenos:
– A assembléia local elege um conselho de membros. Tais membros devem ser plenamente
observantes das mitsvot e maduros na Torá.
– O conselho (Beit Din) elege um Nassi (presidente)
– O Beit Din Regional legitima o conselho
– A assembléia dos nassi'im forma/elege um Beit Din Regional
– O Beit Din Regional elege um Nassi (presidente)
– O Beit Din Internacional legitima o Beit Din Regional
– O Nassi do Beit Din Regional se torna representante da região no Beit Din Internacional
– O Beit Din Internacional elege um Nassi
O Beit Din Internacional é responsável por fazer halachá acerca da Torá de um modo geral,
instruindo como os nazarenos devem viver a Torá. O Beit Din Regional emite halachá específica
para a região (se necessário, porém, sempre respeitando a halachá do BDI) e julga causas nacionais.
O Beit Din local julga assuntos locais entre membros.

A Eternidade

Seg, 15 de Agosto de 2011 16:49

(O Eterno se fez humano) do Mashiach e Os Três pilares de Elohim

Parte 1

A Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach nas Escrituras

Há diversas posições diferentes que têm que ser tratadas quando apresentamos a Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach:

Posição Judaica Anti-Eternidade(O Eterno se fez humano) - estes rejeitam a Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach porque insistem que é contrária ao Judaismo. Estes não são persuadidos pelo Ketuvim Netzarim (Novo Testamento) como "provas textuais". Eles descartam a validade destes textos como prova, e podem até considerá-los corrompidos porque supostamente não é teologia Judaica. Rejeitam os textos de prova do Tanach simplesmente baseado na suposta premissa de que o Judaismo não intepreta tais textos desta maneira.

Posição Puramente-Biblica de Anti-Eternidade(O Eterno se fez humano) - estes rejeitam a Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach porque insistem que é contrária à Escritura. Não são persuadidos pela demonstração que a doutrina é autenticamente judaica. Muitos destes desprezam a tradição judaica e em especial a Cabalá.

Teologia Cristã "Unicista"

Teologia Cristã Trinitariana Ortodoxa

Acabamos nos engajando em um debate em multiplas frentes. Ao provar que o Ketuvim Netzarim ("Novo Testamento") ensina a Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach ao "Judaismo Anti-Eternidade(O Eterno se fez humano)" conseguiremos geralmente somente provar em suas mentes que o Ketuvim Netzarim (Novo Testamento) está errado. Devem ser mostrados que o ensino é autenticamente judaico.

Entretanto "os seguidores da Anti-Eternidade(O Eterno se fez humano) biblica pura" interpretam de forma errada ou deturpam argumentos, usando-os como "prova" de que a doutrina da Eternidade(O Eterno se fez humano) é baseada somente em fontes extra biblicas e não pode ser mostrada nas próprias escrituras. E frequentemente indivíduos isolados flutuam entre as duas posições, não percebendo a sua inconsistência. Ao mesmo tempo, cristãos ortodoxos trinitários, cristãos unitários e outros estão levantando suas próprias questões ao longo do caminho, o que serve apenas para deixar de lado a questãos principal.

Portanto, a fim de tratar de todas as lições de uma maneira organizada este estudo será apresentado em cinco partes:

Parte 1: A Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach nas Escrituras

Parte 2: A Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach é Judaica

Parte 3: A respeito das teologias do cristianismo trinitariano ortodoxo e cristianismo

unicista

Parte 4: Raízes do Primeiras do século do modelo cabalístico da Eternidade(O Eterno se fez humano)

Parte 5: Prova da Posição Nazarena Antiga Original


Parte 1: A Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach nas Escrituras

Mashiach como YHVH

A Eternidade(O Eterno se fez humano) do Mashiach é muito fácil de mostrar nas Escrituras. A maneira mais simples de mostrar sua Eternidade(O Eterno se fez humano) nas Escrituras é apontando para os exemplos onde os Ketuvim Netzarim ("Novo Testamento") citam passagens do Tanach ("Velho Testamento") e as aplicam ao Mashiach.

Por exemplo, em Yochanan 19:37, Zacarias 12:10 é citado:

"Foram então os soldados e, na verdade, quebraram as pernas ao primeiro e ao outro que com Ele fora executado; mas vindo a Yeshua, e vendo que já estava morto, não Lhe quebraram as pernas; contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água... isto aconteceu para que se cumprisse o Tanach: Nenhum dos Seus ossos será quebrado. (Sl. 34:21(20)) Também há outra passagem no Tanach que diz: Olharão para Mim, a quem traspassaram. (Zc. 12:10)"

Mas deixe-nos agora olhar o contexto de Zacarias 12:10:

"O peso da palavra de YHVH a respeito de Israel. O provérbio de YHVH, que estendeu adiante os céus, e colocou a fundação da terra, e deu forma ao espírito do homem dentro dele... Eu derramarei sobre a casa de David, e em cima dos habitantes de Jerusalem, o espírito de graça e de suplicas; E olhar-me-ão a quem perfuraram; E prantearão por ele, como se chora por um único filho.... (Zc. 12:1, 10)

Esse que está sendo perfurado em Yochanan 19:37 é claramente Yeshua mas esse que está sendo perfurado em Zech. 12:10 é claramente YHVH.

Vamos agora olhar a citação que está em Isaias 8:14 em Rom 9:32:

"Por que? Porque não a buscavam pela fé, mas por legalismo; e tropeçaram na pedra de tropeço;" (Rom 9:32)

Agora, Paulo está claramente referindo-se aqui ao Mashiach, mas vamos agora olhar em Isaias 8:14 no contexto:

"YHVH das hostes, a Ele vós santificareis. Então Ele vos será por santuário; mas servirá de pedra de tropeço, e rocha de escândalo, às duas casas de Israel; por armadilha e laço aos moradores de Jerusalém." (Is. 8:13-14)

Aqui é claramente YHVH que é "a pedra de tropeço".

OK, Agora vamos olhar a Filipenses 2:10-11

"para que ao nome de Yeshua se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Yeshua HaMashiach é YHVH, para glória de Seu Pai Elohim."

Aqui Paulo claramente se refere a IS. 45:1,23

"Assim diz YHVH...que diante de mim se dobrará todo joelho, e por mim jurará toda a língua."

Claramente Paulo usa passagens do Tanach que fala de YHVH como Mashiach.


Vamos ver agora Rom. 10:9, 13

Porque, se com a tua boca confessares a Yeshua como Senhor, e em teu coração creres que Elohim o ressuscitou dentre os mortos, será salvo;.. Porque: Todo aquele que invocar o nome de YHVH será salvo.

Aqui Paulo cita claramente Joel 3:5 (2:32) mas aplica a passagem a Yeshua apesar do fato que Joel aqui claramente está falando de YHVH..

Há diversos outros exemplos: Tiago 5:7 fala claramente da vinda do Mashiach como comparado "à primeiras chuvas e as últimas" quando em Oséias 6:3 está claramente falando da vinda de YHVH. Da mesma forma, Judas 1:14 e Tes. 3;13 referem-se à vinda do Mashiach contudo citam 1 Enoque 1:9 e Zech. 14:5 que falam claramente da vinda de YHVH. Finalmente temos Mt. 22:41-46 Yeshua ele mesmo identifica-se como o "YHVH" à destra de "YHVH" no Salmos 110:1-2, 5.

Os Três Pilares

Agora em Rom. 1:19-20 nos é dito:

"Porquanto, o que de Elohim se pode conhecer, neles [humanidade] se manifesta... seus atributos invisíveis, o Seu Poder e Sua Eternidade(O Eterno se fez humano) [ ou natureza divina]... "

Então em Rom 1:26-28 é nos falado que aqueles que não percebem estas coisas podem cair nos erros da homosexualidade e do lesbianismo. Portanto quando na criação eram os atributos invisíveis de YHVH manifestados no homem e faziam visto claramente? A resposta está na Torá, em Gen. 1:26, 27 onde nós lemos:

Então Elohim disse, "Vamos fazer o homem a nossa imagem, de acordo com nossa semelhança... Assim Elohim criou o homem em sua própria imagem; na imagem de Elohim criou-o; macho e fêmea criou-os."

Agora seguindo o paralelismo da passagem, "nossa imagem"; " nossa semelhança" e o "macho e fêmea" parecem serem termos paralelos.

Agora existem algumas passagens no Tanach em que se faz referência a YHVH sob um aspecto masculino, paternal:

"... se Eu sou pai, onde está a Minha honra? diz o YHVH dos Exércitos..." Mal. 1:16

"...Você, é YHVH, é nosso Pai..." Is. 63:16

"...Mas agora O YHVH, Você é nosso pai..". Is. 64:7

Mas há também passagens no Tanach em que se faz referência a YHVH sob um aspecto feminino, maternal:

"Como alguém a quem consola sua Mãe, assim eu vos consolareis..." Is. 66:13

Agora YHVH como um "Pai" e ainda YHVH como uma "Mãe" são claramente dois diferentes aspectos de YHVH, eles não são a mesma coisa.

Além disso YHVH como uma alegoria de "Mãe" é também YHVH como um "consolador", que é o mesmo que a Ruach HaKodesh (Espírito Santo):


"Mas a Consoladora, a Ruach HaKodesh a quem o Pai enviará em meu nome..."

(Jn. 14:26 veja também Jn.14:16-17; 15:26; 16:7)

Agora apenas como YHVH é expressado como uma alegoria "Pai" e uma alegoria "Mãe", a combinação destes dois aspectos produz uma alegoria "filho":

"Quem ascendeu acima no céu, e desceu?

Quem recolheu o vento em seus punhos?

Quem limitou as águas em sua veste?

Quem estabeleceu todas as extremidades da terra?

Qual é o Seu nome? e Qual é o nome de Seu filho, se você sabe?" (Prov. 30:4)

"Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra YHVH e contra o seu Mashiach... YHVH disse a mim: "você é meu filho," este dia tem-me gerado... Beije o Filho, a fim de que não esteja irritado..." (Sl. 2:2, 7, 12)

Então agora temos uma natureza divina a qual é a "imagem de Elohim" e é "masculina e feminina" expressando YHVH para nós como um Pai, uma Mãe e um Filho.

Uma vez que o Filho é a combinação dos aspectos do Pai e da Mãe de YHVH, Ele é a plenitude da Eternidade(O Eterno se fez humano) eterna: "porque nele habita corporalmente toda a plenitude da Eternidade(O Eterno se fez humano)" ( Col. 2:9)

Assim o Mashiach abrange toda a imagem de Elohim com a qual nós fomos criados:

"...Mashiach, o qual é a imagem de Elohim." (2Cor. 4:4)

"[Seu Filho] o qual é a imagem do Elohim invisível..." (Col. 1:15)

"[O Filho é] o resplendor da Sua Shechiná e a expressa imagem do Seu Ser.." (Heb. 1:3)

E dessa forma nós podemos ver todas os três aspectos da natureza Divina nas passagens como:

"Eu, sim, eu tenho falado, certamente, chamei-o, Eu trouxe-o, e farei próspero o seu caminho. Chegai-vos a mim e ouça isto: Não falei em segredo desde o princípio; desde o tempo em que Ela era, lá Eu Sou, e agora ADONAI YHVH tem enviado a mim e Sua Ruach." (Is. 48:15-16)

Note quem fala é YHVH. Aqui nós temos:

1. YHVH é o locutor.

2. ADONAI YHVH é quem enviou o locutor.

3. "ela" i. e. "sua Ruach" ("ruach" (Espírito) é a única palavra feminina a que "ela" poderia referir).

Um outro exemplo destes três aspectos deve ser encontrado em Hebreus 9:14:

"Quanto mais o sangue do Mashiach, que pela Ruach eterna se ofereceu a si mesmo imaculado a Elohim, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Elohim vivo?"

Aqui nós temos novamente três aspectos:

1. O Mashiach (que é YHVH).


2. A Ruach (Espírito) através da qual Seu sangue é oferecido.

3. O Elohim a quem ele oferece a si mesmo.

Estes três aspectos da natureza divina são chamados no Aramaico de "K´NUMEH" (plural) " K´NUMA" (singular) como nós lemos em Yochanan 5:26

"Assim como o Pai tem vida em sua K´NUMA, assim ele deu também ao seu Filho a vida em sua K`NUMA." (Jo.5:26 do Aramaico)

K´NUMA é uma palavra Aramaica que significa "aspecto, elemento, substância, essencia". Os três aspectos da Natureza divina são as três K´NUMEH mas é somente um YHVH.

Echad como uma unidade.

Isso nos traz à frase do Sh´ma:

Sh`ma israel YHVH, Eloheynu, YHVH Echad

" Ouve Ó Israel, YHVH é nosso Elohim, YHVH é um." (Deut. 6:4)

Deixe-nos examinar outras passagens na Torah para compreender como esta palavra ECHAD ("um") é usada na Torah:

"Para tanto um homem deixará seu pai e sua mãe e será juntado a sua esposa e eles serão uma (ECHAD) só carne." (Gen. 2:24)

E YHVH disse, "certamente os povos são um [ ECHAD ] e todos têm uma língua... (Gen. 11:6)

Assim está claro que a palavra ECHAD de jeito nenhum requer uma singularidade e pode referir-se a uma unidade composta. Assim Deut. 6:4 talvez faça referencia à unidade absoluta das três K'NUMEH do Pai, da Mãe (Espírito Santo Consolador) e do filho (Mashiach).

 

CEP - Centro de Estudos Proféticos
contato: Robespierre@centrodeestudosprofeticos.com.br - Telefone: (71) 3492-5517