Aproveite esta promoção, nova Torah 2014.

Imuno-hai

A+ R A-

- Segundo a Torah, o nome “El” está ligado à sefirá de Chessed (graça/misericórdia).

- A maioria das vezes em que o termo “El” aparece, está ligado a:

- Misericórdia (Dt. 4:31)

- Graça (Ex. 34:6)

- Perdão do Pecado (Sl. 86:15; Mi 7:18)

- Moshe invocou ao Eterno pelo nome “El” quando a cura/reestabelecimento dependia do perdão do pecado: Nu 12:13

- Deriva da raíz hebraica “Alef-Vav-Lamed” que significa “ser forte”. Portanto, “El” significaria “Poder”

- Quando a Bíblia diz que o Eterno é zeloso, o nome “El” é usado: Ex. 20:5; 34:14; Dt. 5:9 e 6:5, mostrando que o amor dEle deve ser único em nossas vidas Na prática

- Podemos usar o nome para nos conectarmos à sefirá de Chessed.

- Use-o em suas orações de arrependimento, lembrando-se da graça dEle

- Use-o para invocar restauração daquilo que foi destruído pelos nossos pecados

 

ELOHIM

- O nome Elohim representa, segundo a Torah, a conexão entre as sefirot “Biná” e “Malchut”.

- Elohim significa literalmente “Poder Supremo” ou ainda “Os Poderes”. O plural ser indício de majestade, supremacia, abstração (ie. indicando-O como “a fonte de todo poder”) ou ainda uma referência às essências de YHWH

- Frequentemente, as essências de YHWH eram chamadas de “Poderes” (vide Rm 1:4,20; Mc 14:62 e Lc 22:69)

- É associado à figura do Eterno como Criador (vide Gn. 1:1). Seu frequente uso na Torá também o identifica como Legislador

- Conexão entre “Biná” e “Malchut”: A Palavra/Memra/Sabedoria criando o mundo

- O Criador e o Legislador: A base do “Malchut” é a Torá

- Torá: DNA da Criação

- Jo. 1 e a dupla-missão de Yeshua: restaurar a Criação trazer o Reino

- O Zohar diz que “Elohim”derivaria de “Eleh” (estes) e “Mi” (quem). Seria a resposta à pergunta de Ya'akov (Jacó): “Quem criou estes?” Na prática

- Use o nome “Elohim” em ação de graças pela criação, reconhecendo-o como Criador

- Use-o para agradecer pela restauração em Yeshua

- Use-o para pedir sabedoria (Ti 1:5)

- Use-o para orar pela restauração da criação

- Use-o para pedir força para seguir a Torá e/ou fazer teshuvá

 

ELOAH

- O nome Eloah representa, segundo a Torah, o mesmo que Elohim, porém adicionado das sefirot de Chessed  (misericórdia/graça) e Tiferet (esplendor)

- Aparece, em sua maioria, no livro de Iyov (Jó), associado às maravilhas e mistérios da criação.

- Seu nome está ligado aos mistérios de YHWH

- É portanto o nome do Eterno que o descreve como um Eterno de Milagres

- O nome Eloah viria da junção de “El” com a raíz arcaica “Alef-Lamed-Hei” que significaria “estar perplexo ou buscando refúgio”. Eloah seria portanto o Eterno que é nosso refúgio. Compare isto com Is. 44:8 Na prática

- Use-o para engrandecer ao Eterno pelos seus mistérios

- Use-o para invocar um milagre que necessite de “interferência na criação” ou “demonstração do esplendor dEle”

- Use-o em suas orações para buscar entendimento dos mistérios dEle

- Use-o quando desejar se refugiar na presença dEle

- Use-o para buscar um grau mais elevado de intimidade com Ele

 

IHIÊ

- O nome IHIÊ, segundo a Torah, seria um dos nomes mais elevados do Eterno, associado à sefirá de Keter (coroa)

- A origem está em Ex. 3:14 onde o Eterno diz a Moshe que seu nome é IHIÊ-ASHER-IHIÊ, literalmente: “Eu serei o que serei”. Isto demonstra o mais alto grau de existência do Eterno, onde Ele é puramente a Sua essência, sem qualquer limitação auto-imposta

- Por estar associado à sefirá de Keter, está relacionado ao propósito dEle

- O nome IHIE também aparece em Ex. 3:12: “Certamente Eu serei [IHIÊ] contigo”. Por isso, é entendido como o nome da promessa e do controle do futuro Na Prática

- Por ser ligado à mais alta sefirá, deve ser usado num contexto de profundo respeito e reverência

- Use-o para glorificá-Lo ao máximo, isto é, glorificá-Lo porque Ele é.

- Use-o para buscar o propósito do Eterno em Sua vida

- Use-o ao orar por uma promessa que você recebeu dEle

- Use-o em suas orações para se lembrar de que Ele está no controle do futuro e é contigo

 

ELION

- O nome Elion também está, pela Torah, associado à sefirá de Keter (coroa)

- Vemos em Nu 24:16 que esse é o nome usado quando fala-se da divisão das nações. Possivelmente numa alusão à tentativa da Torre de Bavel

- É também, segundo a mesma passagem, aquele que assegura a herança de Israel

- É associado à guerra espiritual, e está relacionado à queda de Satan (vide Is. 14:13-14)

- Seu uso indica a autoridade de YHWH. Vide Sl. 97:9 Na Prática

- Use-o para reconhecer a posição de autoridade de YHWH

- Use-o para declarar sua autoridade sobre potestades em uma guerra espiritual

- Use-o quando orar pela restauração da sua herança enquanto israelita

Robespierre Cardoso da Cunha

Robespierre Cardoso da Cunha

Shalom.

Grande paz, bondade, bênção, graça, gentileza e compaixão sobre nós. Abençoa-nos, nosso Pai, todos nós como um só, com a luz do Teu rosto, pois com a luz do teu rosto nos deste, Adonai, nosso Elohim, a Torá da vida e amor de bondade, justiça, bênção, compaixão, vida e paz. E isto pode ser bom diante de Teus olhos para abençoar Teu povo a cada momento e a cada hora com a Tua paz. Bendito és Tu, Elohim, que abençoa todo o teu povo com paz.

Website: centrodeestudosprofeticos.com.br/

2 comentários

  • Helton Gouveia

    muito bom robespierre! Parabéns pelo seu entendimento da Torah do Eterno

    Helton Gouveia Seg, 10 de Outubro de 2011 16:03 Link o comentário
  • juliano M

    É uma informação maravilhosa, tem me ajudado muito no entendimento da verdade que está vindo a tona!

    juliano M Sáb, 01 de Outubro de 2011 13:56 Link o comentário

Deixe um comentário

CEP - Centro de Estudos Proféticos
contato: Robespierre@centrodeestudosprofeticos.com.br - Telefone: (71) 3492-5517