Aproveite esta promoção, nova Torah 2014.

Imuno-hai

Home / Acervo / Nossos estudos / Palestra sobre Halachá
A+ R A-
02 Ago

Palestra sobre Halachá

Qualifique este item
(6 votos)
I - O Significado
A palavra "halachá" significa: "modo de caminhar"
II - Por que?
A necessidade de halachá pode ser melhor descrita de três maneiras:
1 - Esclarecer mitsvot que são mais vagas. Exemplos: guet e tefilin
2 - A governabilidade da Torá: Que preceitos têm precedência sobre outros?
Exemplo: b'rit milá x Shabat
3 - A mitsvá de estabelecer juízes e cortes (Dt. 16:18)
III - A História da Halachá Bíblica
1 - O início com Moshe Rabeinu: Ex. 18:13
2 - o apontamento do primeiro Beit Din Israelita (Ex. 18:13-26; Dt. 1:9-18)
Dúvidas importantes:
a) O protestantismo trouxe consigo a idéia de que cada homem é uma ilha que pode
interpretar as Escrituras da forma como deseja. Isso é verdade?
Respostas:
- Dt. 1:17
- 2 Tm. 2:15
b) Onde está escrito que o Beit Din tinha autoridade para fazer halachá?
Resposta:
- Ex. 18:20
- Dt. 17:11
3 - De início, a autoridade era limitada. Aos poucos, a medida em que o Beit Din
original foi ganhando maturidade, sua autoridade foi aumentando:
- De início: Ex. 18:22, Dt. 1:17
- Depois: Dt. 17:8-9
- Os 70 anciãos: Nm. 11:16-17,24-25;
Observação:
Como a Torá encara a rebeldia à halachá?
- Dt. 17:12
4 - A Torá previa que a halachá seria futuramente dada a um rei: Dt. 17:14-20
5 - O trono davídico passou a ser visto como o Trono de YHWH: 1 Cr. 29:23
A autoridade para fazer halachá ficou conhecida como "a chave de David" - vide
Is. 22:22-23.
6 - Com a ida ao cativeiro, a monarquia e o Beit Din desapareceram
7 - No retorno do cativeiro, Ezra (Esdras) reestabeleceu o Beit Din: Esdras 7:25
Este Beit Din fez uma série de decisões haláquicas e ficou conhecido como
"A Grande Assembléia"
8 - Com o passar do tempo, o Judaismo se fragmentou em várias seitas, sendo as
principais delas: p'rushim (fariseus), ts'dukim (saduceus) e issim (essênios)
9 - Com o tempo, os ts'dukim (saduceus) assumiriam controle da "Grande Assembléia",
10 - O Beit Din se esfacela: Os ts'dukim acusavam os p'rushim de fazerem acréscimos à Torá.
"O que eu agora explico é isto, que os P'rushim têm conduzido as pessoas a um grande número de
observâncias pela sucessão de seus pais, que não estão escritas na Torá de Moshe; e por esta razão
os Ts'dukim os rejeitam e dizem que nós devemos considerar apenas as observâncias que são
obrigatórias, as quais estão na Palavra escrita, mas não devemos observar as que se derivam da
tradição [takanot] de nossos pais." (Flavio Josefo - Antiguidades 13:10:6)
Os p'rushim acusavam os ts'dukim de terem se corrompido, e a "Grande Assembléia" de ter se
tornado um instrumento político de Roma
11 - Na época de Yeshua, havia 3 Sanhedrins (Beit Din máximo): o controlado pelos ts'dukim, que
era influenciado por Roma, o dos p'rushim, e o dos issim, que se isolou do restante de Israel.
12 - Somente um descendente de David poderia resgatar o trono de YHWH e estabelecer a
verdadeira halachá
13 - Yeshua tinha autoridade para fazer halachá: Mt. 28:18.
Compare Is. 22:22-23 com Guilyana (Apocalipse) 3:7-8
14 - Em Mt. 16:18-19, Yeshua dá a Kefa e aos nazarenos as chaves do Reino, e a autoridade
para fazer halachá. Isto é confirmado em Mt. 18:16-17 - compare com Dt. 19:15-18. Como
Mt. 18 cita Dt. 19, fica bem claro que os "sacerdotes e juízes que houver nesses dias" é uma
referência à kehilá nazarena.
15 - O termo "ligar e desligar" é um termo semita, que se refere à habilidade dos juízes de
interpretarem proibições (ligar) e permissões (desligar) da Torá. Exemplos no Talmud:
j.Ber. 5b; 6c; j.San. 28a; b.Ab. Zar. 37a; b.Ned. 62a; b.Yeb. 106a; b.Bets. 2b; 22a;
b.Ber. 35a; b.Hag. 3b
16 - Em Atos 15, vemos o estabelecimento do Beit Din Nazareno, como um organismo mundial
com
autoridade de halachá. Como eram escolhidos os membros do Beit Din? Inicialmente, foram
apontados por Yeshua (Mt. 10:2). Posteriormente, eram apontados pela própria comunidade
através da direção da Ruach HaKodesh (At. 13:1-3, e At. 7:3-6)
Importante: Vemos aqui que o Beit Din Local e At. 7 era submetido ao Sanhedrin Nazareno
(Beit Din Internacional)
17 - Pelo que vemos em Atos 15, o Sanhedrin Nazareno era composto por líderes nazarenos, e
presidido por Ya'akov HaTsadik (Tiago, o Justo), irmão de Yeshua
IV – Os Nazarenos e a Halachá Rabínica
Em um fragmento de um comentário nazareno do livro de Yeshayahu/Isaías (verso 8:14),
do 3 século, vemos que os nazarenos não seguiam a halachá rabínica. Vide comentário abaixo:
"Então ele vos será por santuário; mas servirá de pedra de tropeço, e rocha de escândalo,
às duas casas de Israel... Os nazarenos explicam estas duas casas como as duas casas de
Shamai e Hillel, das quais se originaram os escribas e os fariseus... [os fariseus] espalharam
e profanaram os preceitos da Torá através de tradições e da mishná. E estas duas casas não
aceitaram o Salvador..."
O mesmo comentário, acerca de Is. 8:20-21 diz:
"Os escribas e os fariseus vos dizem para ouví-los. Respondei-os assim:
'Não é estranho que vós sigais vossas tradições uma vez que cada tribo consulta os seus próprios
ídolos. Nós não devemos, portanto, consultar os seus [sábios] mortos acerca daqueles que vivem..."
Portanto, fica bem claro que os nazarenos antigos rejeitavam a autoridade haláquica do Judaismo
Parush, que deu origem ao Judaismo Ortodoxo de hoje em dia.
V - O Beit Din Nazareno
Na Peshitta Nasrani, da Igreja Nestoriana, foi preservada uma obra atribuída a Ya'akov HaTsadik
(Tiago o Justo) que fala um pouco acerca da função do Beit Din:
“A função deles [Sanhedrin Nazareno] é dar exemplo na observância da Torá, na verdade, na
retidão e na justiça, e no exercício da caridade e da humildade entre os homens; para mostrar como,
pelo controle do yetser hará e pela contrição do espírito, a fidelidade pode ser mantida na terra; e
como, pela ativa realização da justiça e passiva submissão às provas de punição, a violação da Torá
pode ser eliminada; e como alguém pode andar como todos os homens na qualidade da justiça e
com conduta apropriada em toda ocasião.” Sefer B'nei Or 21:3
“Somente o Beit Knesset, ou aqueles a quem eles apontarem, terão autoridade em todas as questões
judiciais e de provisões, e pelo voto deles os membros das diversas lideranças da comunidade serão
determinados.” Sefer B'nei Or 23:9
VI – Ya'akov HaTsadik e a Importância da Halachá
Ya'akov também diz, acerca da halachá:
“Todo aquele que deseja se juntar à kehilá deve se comprometer a respeitar a Elohim e ao homem;a
viver conforme a halachá da kehilá;” Sefer B'nei Or 1:1-2
“A Torá e a halachá devem ser únicas para todos os membros da comunidade.” Sefer B'nei Or
21:16
VII – Resumo
Como funciona, na prática, a estrutura dos nazarenos:
– A assembléia local elege um conselho de membros. Tais membros devem ser plenamente
observantes das mitsvot e maduros na Torá.
– O conselho (Beit Din) elege um Nassi (presidente)
– O Beit Din Regional legitima o conselho
– A assembléia dos nassi'im forma/elege um Beit Din Regional
– O Beit Din Regional elege um Nassi (presidente)
– O Beit Din Internacional legitima o Beit Din Regional
– O Nassi do Beit Din Regional se torna representante da região no Beit Din Internacional
– O Beit Din Internacional elege um Nassi
O Beit Din Internacional é responsável por fazer halachá acerca da Torá de um modo geral,
instruindo como os nazarenos devem viver a Torá. O Beit Din Regional emite halachá específica
para a região (se necessário, porém, sempre respeitando a halachá do BDI) e julga causas nacionais.
O Beit Din local julga assuntos locais entre membros.
Última modificação em Ter, 02 de Agosto de 2011 16:08
Robespierre Cardoso da Cunha

Robespierre Cardoso da Cunha

Shalom.

Grande paz, bondade, bênção, graça, gentileza e compaixão sobre nós. Abençoa-nos, nosso Pai, todos nós como um só, com a luz do Teu rosto, pois com a luz do teu rosto nos deste, Adonai, nosso Elohim, a Torá da vida e amor de bondade, justiça, bênção, compaixão, vida e paz. E isto pode ser bom diante de Teus olhos para abençoar Teu povo a cada momento e a cada hora com a Tua paz. Bendito és Tu, Elohim, que abençoa todo o teu povo com paz.

Website: centrodeestudosprofeticos.com.br/

Deixe um comentário

CEP - Centro de Estudos Proféticos
contato: Robespierre@centrodeestudosprofeticos.com.br - Telefone: (71) 3492-5517