Aproveite esta promoção, nova Torah 2014.

Imuno-hai

Home / Acervo / Nossos estudos / O Domingo
A+ R A-
08 Jan
Desde que eu e minha esposa nos convertemos, tínhamos uma certa dúvida a cerca do sábado, nos perguntávamos: se o mandamento diz que é para guardar o sábado, porque guardamos o domingo? Fizemos a pergunta a alguns pastores, mas as respostas não eram muito convincentes, pois em nenhum lugar na Bíblia se encontra com clareza o fato de Yeshua ter abolido o sábado dos dez mandamentos e depois porque o faria? Se Elohim instituiu o sábado para repouso e santificação porque Yeshua mudaria para o domingo ou para qualquer outro dia a escolha do crente? Mas como existem muitas outras perguntas que não encontrávamos uma resposta, resolvemos não questionar mais e seguir com a nossa fé em Yeshua, embora de tempos em tempos o assunto voltasse a nossa mente, pois nunca ficamos completamente convencidos.
No inicio deste livro relatamos como surgiu a idéia de escrevê-lo e de como Elohim havia falado conosco através de Isaias 58. No versículo 13 e 14 Elohim fala acerca do Seu sábado: “Se desviares do sábado o teu pé, e (SE PRIVAR DE REALIZAR SUAS PRÓPRIAS NECESSIDADES NO MEU DIA SANTO); se ao sábado chamares deleitoso, ao santo dia do Senhor, digno de honra; se o honrares, não seguindo os teus caminhos, nem te ocupando (EM REALIZAR SUAS PRÓPRIAS NECESSIDADES), nem falando palavras vãs;
então te deleitarás no YHWH, e eu te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do YHWH o disse.”
Eles são auto explicativos, não há necessidade de comentários, eles falam das benções que todos nós buscamos e almejamos em todas as Igrejas do mundo e nos mostra a receita de como alcançá-las. Todas as bênçãos de Elohim são condicionais, veja que o versículo 13 começa com uma condição “SE” e o capítulo encerra com as seguintes palavras: “PORQUE A BOCA DO SENHOR O DISSE.” Resolvi então, aprofundar minhas pesquisas também neste assunto, primeiro porque era uma dúvida nossa desde a nossa conversão e também por existir muita controvérsia a cerca do sábado.
Durante todos esses anos, em virtude das nossas dúvidas pudemos ter a oportunidade de abordar este tema com várias pessoas e pude observar que existe uma certa aversão sobre o sábado, certas pessoas não gostam nem de falar no assunto e se irritam com muita facilidade como não se irritam frente a qualquer outro tema. Tive a oportunidade de conversar com uma pessoa que guarda o sábado e esta pessoa me fez um comentário a cerca de uma outra pessoa, ela disse: Eu gosto tanto do “fulano”, temos uma amizade bonita, oramos juntos, realizamos trabalhos ministeriais juntos, mas quando falamos no sábado ele se torna uma pessoa agressiva e me agride com palavras como se eu estivesse vivendo em maldição.
Pude perceber que esse tipo de reação não existe quando se trata de alguém que está em pecado seja um ímpio ou membro da Igreja o assunto é tratado com muita paciência e compreensão.
Vamos exemplificar:
Diálogo entre duas pessoas:
Pessoa 1 – Estou me esforçando para não roubar, Elohim em seus mandamentos nos ordena a não roubar.
Pessoa 2 – Muito bem meu filho, assim procede um verdadeiro Crente.
Pessoa 1 – Estou me esforçando para não adulterar, Elohim em seus mandamentos nos ordena a não adulterar.
Pessoa 2 – Muito bem meu filho, assim procede um verdadeiro Crente
Pessoa 1 – Estou me esforçando para honrar meu pai e minha mãe, Elohim em seus mandamentos nos ordena a honrar pai e mãe.
Pessoa 2 – Muito bem meu filho, assim procede um verdadeiro Crente.
Pessoa 1 – Estou me esforçando para guardar o sábado, Elohim em seus mandamentos nos ordena a guardar o sábado.
Pessoa 2 – O que? Guardar o sábado??? Isso é coisa de Judeu, você não está mais debaixo da lei e sim debaixo da graça se você tentar guardar a lei e tropeçar em um mandamento errou em todos. Neste momento expõe inúmeros versículos que em sua opinião, sustenta essa afirmação.
Na nossa caminhada pudemos ver pessoas que adulteraram estando a frente de um ministério e não foram afastados pelo seu líder e por outro lado, vimos pessoas que decidiram passar a guardar o sábado e foram completamente afastadas de seus cargos e proibidas até mesmo de orar. A intenção aqui não é a de fazer acusações desnecessárias, mas mostrar que tem que haver algo espiritual que fazem as pessoas verem a guarda do sábado com tanta repulsa.
Até alguns anos atrás a maioria das Igrejas diziam que o domingo era o dia do senhor, nos dias de hoje algumas Igrejas adotaram uma visão diferente, o melhor não é nem dizer que é o domingo pra deixar o crente bem à vontade sem que ele se sinta oprimido ou pressionado, o melhor é dizer que é o dia que ele quiser, você acha que é a segunda então guarde a segunda se acha que é terça então que guarde a terça, não vamos contrariá-lo, a liberdade que encontramos em Yeshua nos permite fazer assim e além do mais a Bíblia fala de uma seqüência de 6 dias e um descanso no sétimo significa que qualquer seqüência de 6 dias serve desde que se descanse no sétimo, por outro lado quem disse que o sétimo dia é o sábado? os dias da semana não existiam.
Baseado nesta declaração pesquisamos a cerca da origem dos dias da semana, assim esclarecemos também esta questão.
Última modificação em Qui, 30 de Junho de 2011 05:30
Robespierre Cardoso da Cunha

Robespierre Cardoso da Cunha

Shalom.

Grande paz, bondade, bênção, graça, gentileza e compaixão sobre nós. Abençoa-nos, nosso Pai, todos nós como um só, com a luz do Teu rosto, pois com a luz do teu rosto nos deste, Adonai, nosso Elohim, a Torá da vida e amor de bondade, justiça, bênção, compaixão, vida e paz. E isto pode ser bom diante de Teus olhos para abençoar Teu povo a cada momento e a cada hora com a Tua paz. Bendito és Tu, Elohim, que abençoa todo o teu povo com paz.

Website: centrodeestudosprofeticos.com.br/

1 comente

Deixe um comentário

CEP - Centro de Estudos Proféticos
contato: Robespierre@centrodeestudosprofeticos.com.br - Telefone: (71) 3492-5517